segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Trailer da nova temporada de Smallville mostra uniforme de Clark.

SMALLVILLE
A nona temporada de Smallville acaba de ganhar o seu primeiro trailer. O vídeo mostra Brian Austin Green interpretando Metallo, Callum Blue como Zod e muitos emblemas do Superman. O ano nove estréia no caal CW do EUA em 25 e setembro. A série é exibida no Brasil, na TV a cabo, pelo Warner Channerl.

Assista no site da Entertainment Weekly ou no player abaixo:

*_

Compra da Marvel pela Disney deve ter reflexos nos quadrinhos

QUADRINHOS

Na negociação de 4 bilhões de dólares, o grupo que começou como estúdio de animação e hoje é um dos maiores conglomerados de mídia do mundo vai adquirir a empresa que começou como editora de quadrinhos e hoje é uma das marcas mais fortes nos quadrinhos e no cinema.

A primeira coisa que os fãs querem saber é: quando o Superpateta vai unir-se aos Vingadores? Ou quando Howard o Pato vai encontrar Pato Donald? Mas o negócio tem ramificações que, sim, além de poder impactar no conteúdo dos seus gibis, tem um significado muito maior para a organização do mundo do entretenimento.

(Imagem ao lado: Mickey segundo Jack Kirby)

Os conglomerados de mídia são empresas descomunais com investimentos em cinema, TV, games, quadrinhos, livros e o que mais tiver a ver com entretenimento. A Disney, por exemplo, responde não só por gibis do Tio Patinhas, pelos parques de diversão e pelas animações da Pixar. Ela engloba também o canal ABC (de Lost e Desperate Housewives), um dos líderes em audiência nos EUA, as produtoras de cinema Touchstone e Miramax, canais de TV a cabo como Jetix e The History Channel, a editora Hyperion Books e a maior parte da ESPN.

A Marvel Entertainment – que é soma da Marvel Publishing (quadrinhos) com Marvel Studios (filmes e TV), a Marvel Animation, a Marvel Toys e outras divisões - era uma das poucas empresas do mundo do entretenimento com alta rentabilidade que ainda não fazia parte de um dos grandes conglomerados. Agora vai virar mais um estrelinha na constelação Disney.

A maior concorrente da Marvel, a DC Comics, também faz parte de um conglomerado, a Time Warner, que – por acaso ou não – disputa diariamente com a Disney a posição de maior do mundo. Time Warner, novamente, não é só Superman e Pernalonga, mas a America Online, os canais HBO (de Família Soprano e True Blood), The CW (de 90210 e Smallville), Cartoon Network, uma parte da CNN, a revista Time e uma série de outras divisões.

A DC, é claro, é administrada separadamente do resto da Warner. Jeffrey Bewkes, presidente da Time Warner, não dá opinião sobre o que a DC publica ou deixa de publicar. Mas pode ter certeza que Paul Levitz, presidente da DC, não vai publicar algo que vá contra os interesses do conglomerado – pois seu cargo é, em grande parte, fazer justamente isso.

A primeira lição vem daí: a Marvel deve continuar a ser administrada independentemente. Mas Isaac Perlmutter, presidente da Marvel Entertainment, terá o rabo preso com Bob Iger, chefão da Disney, assim como David Maisel, presidente da Marvel Studios, e Dan Buckley/Joe Quesada, da Marvel Publishing, terão rabo preso com Perlmutter. Se todos estes nomes mantiverem seus cargos, claro.


Padrão de qualidade Disney

A segunda lição é: a Disney é chatíssima com conteúdo. A empresa carrega a tradição de Walt Disney simbolizada pelo parque Disney World: diversão para toda a família. Se papai John quiser assistir um canal com conteúdo inapropriado para os olhos do filho Johnny, vai ter que procurar outro conglomerado. Toda a família tem que poder assistir junta. A Disney odeia qualquer tipo de controvérsia quanto ao que diz, escreve, produz, publica, etc.

A Miramax é o melhor exemplo. A distribuidora, depois produtora, de filmes independentes (sexo mentiras & videotape, Pulp Fiction) foi comprada pela Disney em 1993. Seus fundadores, Harvey e Bob Weinstein, passaram a década seguinte brigando com os novos donos quanto aos filmes que podiam ou não podiam produzir (a Disney vetou, por exemplo, Dogma e Fahrenheit 11 de Setembro). Os Weinstein acabaram desligando-se da Miramax e fundando sua própria Weinstein Company, com liberdade para fazer Bastardos Inglórios, O Leitor e outros títulos dos quais a Disney não chegaria perto.

Há também exemplos positivos. A Pixar é o melhor de todos, pois seus criativos conseguem trabalhar muito bem dentro das restrições da Disney. Além disso, depois de uma negociação em que a produtora quase declarou independência, a Pixar conseguiu um alto nível de liberdade. Não foi à toa que Joe Quesada mencionou em seu Twitter a relação Disney/Pixar como algo ideal a se esperar de Disney/Marvel.

A Marvel já teve uma política de evitar controvérsias. Enquanto a DC era conhecida por radicalizar seus quadrinhos – Watchmen e Cavaleiro das Trevas, marcos dos anos 80, foram da DC; sem falar na linha Vertigo -, a Marvel sempre foi mais comedida. Quando buscou radicalizar suas HQ no início desta década – Grant Morrison nos X-Men, linha Max, cowboys gays -, tomou um safanão dos altos executivos. O gibi em que Nick Fury aparecia numa orgia com prostitutas foi considerado pivô da desistência de George Clooney em fazer um filme com o personagem – o que significou uma perda de milhões de dólares para a editora, que logo voltou a se segurar no que publicava.

Com esses antecedentes, a Marvel corre o risco de passar por uma nova pasteurização para agradar os novos donos.


Quadrinhos não são prioridade

De outro ponto de vista, pode acontecer de a Disney nem ligar para os quadrinhos da Marvel. Vale lembrar que o conglomerado nem tem uma divisão de quadrinhos – licencia seus personagens para editoras da Europa e dos EUA produzirem e publicarem os gibis. O mercado de quadrinhos, afinal, nunca vai dar muito dinheiro, pois não têm os milhões de olhinhos atentos aos filmes, à TV, ao entretenimento na Internet, etc.

Ao comprar a Marvel, é óbvio que a Disney está bem mais interessada no que pode fazer com os 5 mil personagens em termos de cinema, TV, games e outros licenciamentos. Da mesma forma, aliás, que a Warner não liga muito para o que a DC publica, desde que mantenham Batman e Superman em circulação para virar filmes, seriados, games e lancheiras.

Seu ingresso para assistir a Homem de Ferro nos cinemas ano passado – e o meio bilhão de dólares que o filme fez nas bilheterias internacionais – certamente contribuiu para a Disney ver a Marvel como uma aquisição rentável. São esses resultados que o conglomerado quer. E nada muito além disso.

Vale lembrar que a Marvel já teve outros donos. Em 1968, o fundador Martin Goodman vendeu-a para a Perfect Film and Chemical Corporation (depois renomeada Cadence Industries). Em 1986, a editora virou propriedade da New World Entertainment, produtora de filmes e seriados de TV. Em 1989, foi para a MacAndrews & Forbes, um fundo de investimentos que abriu o capital da Marvel na bolsa de valores, decisão que levou a brigas judiciais e à concordata da editora em meados da década de 90.

(Curiosamente, o presidente da MacAndrews & Forbes, Isaac Perelman, falou que comprara a Marvel porque ela era “uma Disney em miniatura em termos de propriedade intelectual”.)

Em cada uma dessas mudanças, os rumos editoriais da Marvel foi duramente afetado – não tanto em termos de qualidade, mas certamente em quantidade de quadrinhos publicados (para menos ou para mais). Da mesma forma, a boa receptividade dos filmes de Blade, X-Men e Homem-Aranha a partir do fim da década de 1990 impulsionou a divisão de quadrinhos.

Será que o negócio Disney/Marvel pode afetar a publicação dos gibis no Brasil? É uma possibilidade que parece distante, mas a Disney tem um contrato de quase 60 anos com a Editora Abril no Brasil e de mais de 70 anos com a italiana Mondadori, rival da Panini, cuja subsidiária publica os quadrinhos Marvel no Brasil. Se isso vai pesar ou não, ainda vai demorar para sabermos.


Gênios criativos

Porém, uma coisa Disney e Marvel têm em comum: seu poderio é baseado no trabalho de mentes criativas que começaram praticamente do nada. Walt Disney e o irmão Roy tinham sonhos de fazer animação com um grau de qualidade além do conhecido nos anos 1920. Stan Lee e Jack Kirby, que iniciaram para valer a era Marvel nos anos 1960, introduziram um nível de realidade ao mundo fantástico dos super-heróis que fechou com as transformações sociais da época.

As diferenças também estão no mesmo exemplo. Disney era um self-made men ambiciosíssimo, que assumiu dívidas monstruosas para levar suas idéias à frente. Lee e Kirby não tinham pretensão alguma além de encher páginas de gibi, cuja produção é muito barata. Em qualquer entrevista, Lee derrama sua modéstia com frases tipo “eu escrevia, as pessoas gostavam e era isso”.

Hoje, vale a pena conferir o horário de saída do colégio para contar quantas mochilas têm um Homem-Aranha ou Wolverine e quantas têm Mickey ou Pateta (ou, vá lá, o Nemo). Pode apostar que pende para os primeiros. E é por essas e outras que a Marvel vale os tais 4 bilhões de dólares.

fonte: www.omelete.com.br

A homossexualidade e os super-heróis

QUADRINHOS

Embora não seja exatamente novidade, a homossexualidade ainda é um assunto muito pouco abordado nas HQs de super-heróis. As editoras de quadrinhos americanas costumam ser bastante conservadoras e evitam abordar o assunto.

O primeiro super-herói homossexual da Marvel Comics foi o Estrela Polar, integrante do supergrupo canadense Tropa Alfa. Ele foi desenvolvido pelo ilustrador John Byrne, criador da superequipe, nos anos 80 e, embora fossem muitos os elementos que sugeriam sua opção sexual, o tema não era discutido abertamente. Com a saída de Byrne da série, a Marvel tentou disfarçar a questão revelando que o herói era um elfo (!) e não um homossexual como todos imaginavam. A emenda ficou pior do que o soneto, principalmente porque os sintomas que ele vinha apresentando na época foram explicados como devidos a uma intoxicação típica de elfos expostos ao nosso mundo. A solução esdrúxula não agradou os leitores e, já no início dos anos 90, a direção da editora criou coragem e fez o mutante canadense revelar sua opção sexual em uma das edições da série, o que gerou manchetes nos noticiários da época.

O primeiro herói homossexual da DC Comics foi Estraño, da obscura superequipe Novos Guardiões, criado pelo roteirista Steve Englehart. Latino americano que reunia todos os mais tacanhos estereótipos atribuídos aos gays, Estraño foi um grande embaraço para a editora que decidiu, a certa altura, revelar - em história felizmente inédita no Brasil - que, na verdade, ele sofria de uma doença que afetava seu comportamento (!) e da qual foi curado (?!?). Não surpreende que tanto o herói quanto sua equipe tenham tido vida curta e hoje estejam praticamente esquecidos.

Os heróis homossexuais mais famosos são, sem dúvida, a dupla Apolo e Meia-Noite da equipe Authority, cuja série costumava abordar temáticas mais adultas e polêmicas. Cópias propositalmente mal-disfarçadas de Batman e Super-Homem, os dois vivem um relacionamento matrimonial nas páginas do gibi, o que já rendeu muitas brigas internas na editora DC Comics (que também publica os verdadeiros Super-Homem e Batman!). Nos Estados Unidos, a publicação da revista encontra-se atualmente suspensa.

Homossexuais femininas são muito mais raras no mundo dos super-heróis, mas ocasionalmente elas dão as caras. As inimigas dos X-Men, Mística (conhecida dos espectadores do filme da equipe mutante) e Sina tinham uma relação lésbica implícita.


Para ler a matéria íntegra clique aqui!

Fonte: www.omelete.com.br

_*

Disney compra Marvel em negócio de US$ 4 bilhões!

QUADRINHOS


A Walt Disney informou nesta segunda-feira que planeja comprar a Marvel Entertainment por US$ 4 bilhões, em um acordo que adicionará personagens como Homem-Aranha e Quarteto Fantástico ao seu império do entretenimento.

O acordo em dinheiro e ações avalia a Marvel em US$ 50 por ação, o que significa um prêmio de 29% em relação ao preço de fechamento de US$ 38,65 na sexta-feira. A aquisição proposta foi autorizada pelos conselhos de ambas as companhias.

Os papéis da Marvel disparavam 26,39%, para US$ 48,85, às 11h07 (horário de Brasília). Já as ações da Disney, que terá posse de mais de 5 mil personagens da Marvel, cediam 1,68%, cotados a US$ 26,39.

Acionistas da Marvel receberão um total de US$ 30 em dinheiro mais cerca de 0,745 ação da Disney por cada ação da Marvel que possuem.

"Acreditamos que somando a Marvel a um único portfólio de marcas da Disney teremos significativas oportunidades de crescer e criar valor a longo prazo", declarou o presidente e diretor executivo da Disney, Robert Iger.

O diretor executivo da Marvel, Ike Perlmutter, também comemorou a negociação. "A Disney é o lar perfeito para o arquivo de personagens da Marvel, dada sua provada habilidade para ampliar a criação de conteúdos e empreendimentos."

"Esta é uma oportunidade sem precedentes para a Marvel de fortalecer sua vibrante marca, tendo acesso à formidável organização global e infraestructura da Disney em todo o mundo", completou.


fontes: 

http://br.invertia.com/

http://www.comicbookresources.com/

Superman e Jesus Cristo se beijam em obra de arte

QUADRINHOS

Que comece (ou continue) a polêmica...

A fotomontagem ao lado, obra do argentino Mauro Guzman, está no catálogo da exibição The Generational: Younger Than Jesus, com 25 artistas plásticos com menos de 33 anos de idade, que ficou até julho no New Museum de Nova York e foi lançada recentemente como livro.

Exposta pela primeira vez em 2007, a obra - que se chama "A maior e mais linda e mais heróica história de amor de todos os tempos" - já rendeu tanto protestos quanto prêmios em Buenos Aires. Agora, deve seguir carreira nos EUA.

O livro está disponível na Amazon e a lista de artistas se expande a 500 artistas.

fonte: www.omelete.com.br




*_

Novos cartazes de 2012 incluem destruição no Rio de Janeiro

CINEMA
Depois do trailer japonês, 2012, o novo filme-catástrofe do diretor alemão Roland Emmerich (O Dia Depois de Amanhã, Godzilla, Independence Day), ganhou novos cartazes - incluindo um com o Cristo Redentor em pedaços e o Rio de Janeiro submerso. Confira outros posters aqui.

fonte: www.omelete.com.br

Trailer e Resenha de Os Normais 2.

CINEMA

Por mais previsível que possa parecer o comentário, Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas não passa de um episódio estendido da série global extinta em 2003. Trazendo de volta Luiz Fernando Guimarães e Fernanda Torres nos papéis de Rui e Vani, a sequência coloca a dupla em situações que poderiam facilmente ser vistas na telinha. O problema é que, dessa vez, a maioria das piadas forçam a barra e não têm o mesmo vigor do primeiro filme.

Seguindo a fórmula de sitcoms americanas - seriados de humor escrachado, baseados em situações rotineiras -, o longa reúne vários esquetes que giram em torno de um tema: o ménage à trois. A ideia surge a partir do momento em que Rui e Vani começam a ficar cansados da mesmice no relacionamento. Para evitar a fadiga, eles decidem experimentar a "quase suruba" entre três pessoas. Mas quem disse que dá certo? Ora eles entalam na banheira, ora viram saco de pancadas de uma bicampeã em kickboxing, e por aí vai.

A química de Luiz Fernando Guimarães e Fernanda Torres continua intacta. Os dois continuam arrancando risadas e são os únicos que evitam um desastre maior. Durante os míseros 75 minutos de projeção, a sensação é de assistir a um episódio especial - típico daqueles de fim de ano - que traz várias participações ilustres como de Danielle Winits, Claudia Raia, Aline Moraes e Daniele Suzuki. São personagens que não acrescentam nada à história rasa e sem graça.

Com um subtítulo genérico de filme da Sessão da Tarde e um pôster trash mal trabalhado, Os Normais 2 já começa indicando mau sinal. E, infelizmente, essa má impressão continua depois da sessão. Os fãs até podem matar as saudades, mas não verão Rui e Vani em situações memoráveis como as do filme anterior. Quem não se lembra, por exemplo, da "cena da cortina"?

Apesar de toda a equipe do programa estar de volta, incluindo o diretor José Alvarenga Jr. e o casal de roteiristas Fernanda Young e Alexandre Machado, Os Normais 2 parece ter se esgotado com essa produção. Quem sabe, no possível retorno à televisão, a série não se recupere com o verdadeiro humor que a tornou um grande sucesso.


FICHA TÉCNICA
(Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas, Brasil, 2009, 76 min.)
Gênero: Comédia
Direção: José Alvarenga Jr.
Roteiro: Alexandre Machado e Fernanda Young
Elenco: Luiz Fernando Guimarães, Fernanda Torres, Claudia Raia, Drica Moraes, Danielle Winits, Alinne Moraes, Daniele Suzuki, Daniel Dantas


TRAILER:





fonte: www.fabricadequadrinhos.com.br


*_


Trailer de Street Fighter: The Legend of Chun-Li

CINEMA

Street Fighter: Legend of Chun-Li, novo filme baseado nos videogames da Capcom, vai ganhar as telonas. Kristin Kreuk interpretará a heroína Chun-li. Kristin é também conhecida por interpretar a personagem Lana no seriado americano SMALLVILLE.

Assista o Trailer:
(é possível acessar a lengenda clicando no último botão do canto inferior do player)




ELENCO

Kristin Kreuk (Chun-Li), Michael Clarke Duncan (Balrog), Chris Klein (Nash), Robin Shou (Gen), Neal McDonough (M. Bison), Taboo (Vega), Josie Ho (Cantana), Moon Bloodgood (Maya), Edmund Chen (Huang) e Pei Pei Cheng (Zhilan) integram o elenco. O polonês Andrzej Bartkowiak (Contra o Tempo, Doom) dirige.

A Imagem Filmes lança o filme por aqui em 13 de março, duas semanas depois da estreia nos EUA.

*_

Todd McFarlane voltará a desenhar Spawn!

QUADRINHOS

Criador de Spawn, o quadrinista revelou que ele na edição comemorativa de número 200 da HQ.

Ele tem escrito e feito a arte final da revista desde a Spawn #185, mas não estava cuidando dos desenhos por falta de tempo, já que o cara administra a McFarlane Productions.

Além dele, a #200 terá a participação de outros artistas (ainda não revelados). O lançamento lá nos EUA será em 2010, em data a ser confirmada.

fonte: www.fabricadequadrinhos.com.br
Ilustração: W.Borges - www.wborges.com


*_

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho e Princesas da Disney Dark!

INTERESSANTE
Todos conhecem os contos de fadas produzidos pela Disney, muitas dessas histórias em suas versões reais, são assustadoras e não são nada voltadas para o píplico infantil, pessoas morrem e não tem final feliz.
Um ilustrador fez imagens dark das princesas da Disney, como esta acima, Para ver outras ilustrações clique aqui



VERDADEIRA HISTÓRIA DE CHAPÉUZINHO VERMELHO!

Estava procurando a versão original do conto da Chapeuzinho Vermelho para ilustrá-lo, encontrei em vários sites a versão que descrevo abaixo, achei muito interessante, no site Revista Psicologia, me deparei com uma martéria expondo a opinião de uma pscicóloga caso queira ver o uma psicóloga diz sobre o conto acesse o site deles. 

Postarei somente a versão original da história:

"Neste texto, Maria Rita nos conta a verdadeira história de
 Chapeuzinho Vermelho. Na verdade a história contada antes do século XVIII, ou seja, antes que a revolução burguesa modificasse o pensamento e o comportamento ocidental, e, portanto, modificasse a história bem mais próxima do que a conhecemos hoje.

Sigo então o fio condutor da história contada por Maria Rita Kehl, ou seja, a história de Chapeuzinho contada pelos camponeses em volta do fogo, em noites de inverno europeu:

“Certo dia, a mãe de uma menina mandou que ela levasse um pouco de pão e de leite para sua avó. Quando a menina ia caminhando pela floresta, um lobo aproximou-se e perguntou-lhe onde ia:

Para a casa da vovó – ela respondeu.
Por que caminho você vai, o dos alfinetes ou o das agulhas?

- O das agulhas.

Então o logo seguiu pelo caminho dos alfinetes e chegou primeiro à casa. Matou a avó, despejou seu sangue numa garrafa e cortou sua carne em fatias, colocando tudo numa travessa. Depois, vestiu sua roupa de dormir e ficou deitado na cama, a espera.

Pam, pam !.
Entre, querida.
Olá vovó. Trouxe para a senhora um pouco de pão e leite.
Sirva-se também de alguma coisa. Há carne e vinho na copa.

A menina comeu o que lhe era oferecido e, enquanto o fazia, um gatinho disse:
- Menina perdida! Comer a carne e beber o sangue da sua avó!

Depois o lobo disse:
- Tire a roupa e deite-se na cama comigo.

-Onde ponho o avental?

- Jogue no fogo. Você não vai mais precisar dele.
Para cada peça de roupa – corpete, saia, anágua e meias – a menina fazia a mesma pergunta. 

E cada vez, o lobo respondia:
Jogue no fogo. Você não vai precisar mais dela. 

Quando a menina se deitou na cama, disse:
- Ah, vovó! Como você é peluda! - É para me manter mais aquecida, querida.

- Ah, vovó! Que ombros largos você tem! - É para carregar melhor a lenha, querida!

(...) Até que ela perguntou:
- Ah, vovó! Que dentes grandes você tem!

- É para comer melhor você, querida!

E ele a devorou”.

A história acaba aí, sem a menor menção do fim da história tal como  a  conhecemos. Sem “moral da história”, sem caçador, sem final feliz. A história de chapeuzinho é uma história de pura crueldade, desumanidade, escatologia erótica e perversa, demasiadamente perversa."


Dá medo não?


W.Borges
www.IlhadasIlusoes.blogspot.com

http://www.revistapsicologia.com.br/materias/hoje/desumano.htm

Efeitos Visuais: 100 anos de inspiração.

VIDEO

Este vídeo mostra a evolução dos efeitos visuais para o cinemato.


quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Monalisa conversa com visitantes em exposição!

3D E ARTE

Moradores e turistas de Pequim podem se juntar durante o verão chinês aos estudantes que todos os dias vão ao Museu do Planejamento "conversar" com a Monalisa de Leonardo da Vinci ou "escutar" Aristóteles, Sócrates e Platão.

Graças à tecnologia da informação, é possível saber diretamente de Monalisa (propriedade do Estado Francês e cujo original se exibe no Museu do Louvre de Paris) seu nome, idade e outros assuntos pessoais preestabelecidos.

"Tinha 24 anos quando Leonardo me pintou. Agora teria 530 anos", responde Monalisa, cujo nome oficial é Gioconda, e que deixará de lado até novembro seu ar enigmático para falar, movimentar os olhos, cumprimentar os visitantes e inclusive pedir que eles se aproximem.


Confira a Reportagem da TV iG!





fonte: TV iG

Buenos Aires vai ganhar uma escultura da Mafalda

QUADRINHOS
A cidade de Buenos Aires vai homenagear o desenhista Quino por meio de uma escultura de seu personagem mais famoso, a Mafalda, que será inaugurada no próximo domingo na entrada do prédio do bairro de San Telmo, onde seu criador viveu.

"Estou dando os últimos retoques na escultura", disse o escultor Pablo Irrgang (foto), encarregado de dar vida "tridimencional" à menina de tinta e papel que detestava sopa.

A obra, que terá o natural de uma menina da idade de Mafalda, obteve a aprovação de Quino, que visitou a oficina de Irrgang algumas vezes durante o processo criativo.




fonte: Jornal Metro

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Dominó Pop!

DESIGN

Quem é fã de pop art, principalmente, de Keith Haring vai adorar o último lançamento com o nome do artista: um jogo de dominó. O jogo é produzido pela francesa Vilac e tanto as peças quanto a caixa são decoradas com os desenhos do artista. 


fonte: http://glamurama.uol.com.br/

Material Promocional da Nova Temporada de HEROES!

CINEMA, DVD E TV

Do criador/roteirista Tim Kring ("Crossing Jordan"), "Heroes", um drama épico que acompanha as vidas de pessoas que descobrem possuir habilidades extraordinárias.

Em 21 de setembro, "Heroes" retorna com a quarta temporada e um novo volume "Redemption". Quando a poeira da ultima temporada abaixa, nossos heróis procuram voltar ao cotidiano de suas vidas comuns. Mas, como eles irão descobrir em breve, não é fácil voltar para casa novamente. Eles irão encarar uma pergunta crítica: como pessoas extraordinárias levam uma vida comum?


NBC desenvolveu um poster especial para promover a 4ª temporada de Heroes (acima).

Confiram o novo video promocional de Redemption, com mais de 5 minutos de duração, legendado e com muitas cenas inéditas! Confiram:




Video com o trecho da briga de facas entre Edgar (o atirador de facas do Carnival) e Peter, está disponível no site da NBC.



Em 2009, Heroes foi honrado com: um People’s Choice Award por Programa Preferido de Ficção Científica/Fantasia, um Teen Choice Award por Programa de TV de Ação-Aventura e um SAG Award por Performance de Dublês em Série de TV, além das honras recebidas nas temporadas passadas, "Heroes" recebeu um People’s Choice Award, um AFI Award, um Multicultural Prism Award, um TV Land Future Classic Award, o Television Critics Association Awards como programa do ano, o Prêmio Internacional do BAFTA Television Awards, e Escolha de Programa de TV de Ação Aventura no Teen Choice Awards. A série também recebeu indicações no Primetime Emmy, Golden Globe, NAACP Image, WGA e Satellite Awards.

"Heroes" é produzido pela Universal Media Studios em associação com Tailwind Productions. Kring, Dennis Hammer, Adam Armus, Kay Foster e Jim Chory são produtores executivos.


fonte: heroesbrasil.blogspot.com

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Sai o trailer do documentário sobre o criador de 'Calvin e Haroldo'.

QUADRINHOS E CINEMA

Na nossa imaginação, a gente pode visualizar Bill Watterson lendo estas notícias e dando um sorriso. Só na imaginação, porque o criador de Calvin & Hobbes segue na reclusão dos últimos 20 anos - mesmo que ninguém pare de falar sobre suas criações.
O documentário Dear Mr. Watterson - feito por um fã de Calvin conversando com outros fãs de Calvin sobre a magia das tiras - teve seu primeiro trailer divulgado. Assista:

Teaser from DMW on Vimeo.


Segundo o site oficial, o filme deve sair somente em 2011. Antes disso, outro dedicado calvinmaníaco vai lançar um livro. Looking for Calvin & Hobbes: The Unconventional Story of Bill Watterson and his Revolutionary Comic Strip (editora Continuum), por Nevin Martell, sai nos EUA em outubro juntando o que foi possível descobrir da biografia de Watterson e também conversando com alguns fãs famosos do cartunista: Harvey Pekar, Brad Bird, Jonathan Lethem e outros.

Interessados podem ler o primeiro capítulo do livro - onde ele conta como tentou entrevistar Watterson - entrando diretamente em contato com o autor no e-mail lookingforcalvinandhobbes@gmail.com.

Como Martell fala no capítulo, Watterson deu sua última entrevista em 1989 e fez sua última aparição pública em 1990. Depois disso, nunca mais falou com jornalistas ou fãs (apesar de escrever raros textos, como este). Seu livro, infelizmente, não mudou a história.
Enquanto isso, no Brasil, o sexto volume (de 14) de tiras de Calvin & Haroldo foi lançado este mês pela Conrad, intitulado A Hora da Vingança.




Omelete | www.omelete.com.br

sábado, 22 de agosto de 2009

Tecnologia de impressão 3D usada no Filme Coraline, de Tim Burton

CINEMA e 3D

O filme 'Coraline', de Tim Burton, que estreou nos cinemas americanos em Agosto de 2009 recebeu nominações e prêmios pela animação, estilos e elenco de vozes. Quem diria que a tecnologia de Impressão 3D foi usada para propósitos estéticos no filme!
De acordo com a Industrial IT, os animadores usaram essa tecnologia para criar partes das personagens do filme e cenários. Milhares de modelos 3D foram impressos, desde expressões faciais até maçanetas e alimentos.

As impressoras 3D rapidamente transformavam desenhos CAD em modelos precisos, que podiam ser manuseados quase imediatamente. Os modelos eram impressos simultaneamente em múltilplos materiais, cada um com propriedades físicas e mecânicas diferentes. Materiais de fotopolímero eram jorrados em camadas ultra-finas, permitindo secagem imediata com UV.

A tecnologia foi chave para a caracterização no filme, já que centenas de modelos foram impressos especificamente com expressões faciais individuais que eram trocadas nos bonecos para criar a ilusão de todo tipo de expressões e ações.

A tecnologia também permitiu que um fogo fosse criado com modelos físicos substituíveis e permitiu aos produtores gerar um vasto número de personagens quase idênticos, eliminando a necessidade de duplicatas por computação gráfica.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Dois volumes de Kill Bill em 1 minuto!

VIDEO

Dirigido por Quentin Tarantino, a personagem vivida por Uma Thurman busca vingança contra a quadrilha que acabou com seu casamento. 

Filmado na Universidade de York, você acompanha a jornada e os assassinatos cometidos contra os ex-companheiros da personagem em apenas 1 minuto.



W. Borges | Ilha das Ilusões

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Exploração 3D de Guernica, obra de Picasso.

ARTE E 3D

Com este vídeo mostrando detalhes da tela de Picasso em 3D você pode perceber partes da obra de maneira bem singular.

Faça essa expêriencia!

Tradução da Introdução:
Guernica de Picasso.
Em 1937, durante a guerra cívil espanhola: os facistas devastaram a cidade de Guernica com ataques aéreos executados pela Nazi Luftwaffe (força aérea nazista). A pintura Guernica de Picasso foi sua reação à tragédia.




W. Borges | Ilha das Ilusões

Os Simpsons Angolanos!

CINEMA, DVD E TV

Quem não gosta do seriado Os Simpsons? Em angola, o pessoal gosta tanto que em comemoração ao início da exibição do seriado, o canal africado Bué e a agência de propaganda Executive Center decidiram transformar essa familia maluca em cidadãos angolanos. Ficou muito engraçado, não?

IMAGEM: DIVULGAÇÃO

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

DC vai adaptar Superman e outros títulos para o formato motion comic

QUADRINHOS

O formato motion comics continua sendo aposta do mercado. A DC Comics, que começou adaptando Watchmen para o formato, anunciou na San Diego Comic-Con três novos títulos.

O principal é Superman: Entre a Foice e o Martelo, minissérie de Mark Millar e Dave Jonson que mostra o que aconteceria se o foguete de Kal-El tivesse caído na União Soviética. Já é possível conferir um trailer aqui.

Os outros lançamentos são Batgirl: Year One, por Scott Beatty, Chuck Dixon, Alvaro Lopez e Marcos Martin; e Batman: Black & White Collection 2, com uma sequência de histórias em preto e branco do Homem-Morcego - os autores incluem Howard Chaykin, John Buscema, Sean Phillips e outros.

Os motion comics serão distribuídos, inicialmente, via iTunes.

Cena Exclusiva de Premonição 4 - 3D

CINEMA, DVD E TV

O quarto filme da série Premonição, The Final Destination, que foi filmado totalmente em 3D pelo diretor do sgundo filme. David R. Ellis (Serpente a Bordo e Celular), ganhou o seu primeiro clipe e mais fotos. Veja o video abaixo, bem ao estilo do segundo filme.


The Final Destination Exclusive Clip

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Smallville: Clark Kent vestirá uniforme modernoso

CINEMA, DVD E TV

Como prometido pela WB, o painel de Smallville na Comic-Con trouxe diversas novidades sobre a série, que entra em breve em sua nona temporada. Porém, os boatos sobre o programa se transformando em uma atração diferente, com o Superman, não foram confirmados. Os produtores foram categóricos ao afirmar que o título permanece o mesmo e que esta é apenas uma nova fase.

A apresentação começou com cenas das temporadas passadas e seguiu com a frase "um herói surgirá" - para revelar o uniforme que Clark vestirá: é preto, com um logo também escuro, cinza, do "S" no peito. Não há capa, mas um sobretudo. A comparação geral é com a roupa de Neo em Matrix (acima ilustrada por um fã). Não está claro se ele usará esse figurino na temporada inteira, já que ele tem alguma relação com a visita da Lois Lane do futuro - que informa a Clark que ele causou o fim do mundo.

Estavam presentes no painel Justin Hartley, Erica Durance, Kelly Souders, Brian Peterson, Allison Mack, Cassidy Freeman, Callum Blue e Tom Welling, em sua primeira Comic-Con. O escritor Jeff Loeb moderou.

Sem a confirmação da mudança de nome da série, a maior novidade - além do figurino futurista - foi a informação que o roteirista Geoff Johns escreverá um episódio do programa que apresentará a Sociedade da Justiça da América, série que ele escreve nos quadrinhos.

Outros destaques:

  • Além de Zod (Callum Blue), Ursa e Non - os asseclas do vilão em Superman II - também aparecerão.
  • Lois estará em quase todos os episódios da temporada.
  • Tom Welling dirigirá dois episódios, Allison Mack também ocupará a função em um.
  • O superpoder do vôo terá relevância no primeiro episódio do ano nove.
  • Geoff Johns escreverá um episódio.
  • Vilões das temporadas passadas retornarão e outros dois inéditos do Universo DC aparecerão, além do já anunciado Metallo.
  • Arqueiro Verde aparecerá bastante e chegará "ao fundo do poço" - Jimmy Olsen não vai retornar. Lex Luthor não está morto.

A Era do Gelo 3 é a maior bilheteria na história do país.

CINEMA, DVD E TV

A animação "A Era do Gelo 3" ultrapassou a bilheteria de "Titanic" no último final de semana e se tornou o novo campeão de bilheterias do país de todos os tempos.
filme totalizou cerca de R$ 80 milhões de arrecadação desde sua estreia no último dia 1º de julho. Lançado em 1997, "Titanic" foi o longa de maior bilheteria durante 12 anos. Os dois títulos foram lançados pela Fox Film.

"É importante levar em consideração que os números são nominais, sem correção de valores", diz Fernando Veríssimo, da empresa Filme B, especializada em análise do mercado de cinema no Brasil. Mas ele lembra que "mesmo nominalmente, nem um outro filme tinha ultrapassado Titanic".

"É muito raro chegar nesse patamar de arrecadação no Brasil", completa Veríssimo.

Sucesso em 3D

Outro fator interessante, aponta o especialista, é que as cópias 3D ajudaram a alavancar esse resultado. Até sexta-feira passada, segundo dados do FilmeB, 6,790 milhões de pessoas assistiram a "A Era do Gelo 3" em 2D e 2,160 milhões, em 3D.

A arrecadação das cópias 3D somaram R$ 28,24 milhões, enquanto em 2D ficaram em R$ 50,57 milhões.

O lançamento foi feito em mais de 700 salas --apenas 10% em 3D. Mais que um terço do total em renda foi obtido nas salas 3D.


TRAILER



BumpTop - Transforme seu desktop em 3D

SOFTWARE

Cansado daquela mesmice que é o seu desktop no Windows? Aquele cemitério de ícones?

Instale o BumpTop!!

BumpTop é um programa que transforma seu desktop 2D em 3D! Mas não é so por isso que é legal. Com ele você pode aremessar seus ícones, colar nas paredes e criar pilhas. Isso mesmo, PILHAS!! Como na vida real, que organizamos documentos de assunto comum em pilhas.

Ainda é possível deixar cada ícone de um tamanho, para que você possa destacar os mais importantes. Você pode deixar anotações coladas nas paredes como lembretes, arremessar ícones na impressora para imprimir, no e-mail para anexar automaticamente, enviar recados para o Twitter direto do programa e muito mais!

A interface tem um visual bem simples e bonito, além de ser personalizável. A interação é muito parecida com a de aparelhos touch-screen. Por exemplo, é possível visualizar imagens dando zoom nelas sem a necessidade de abrir qualquer aplicativo e navegar entre elas arrastando o mouse.

O programa pode ser baixado aqui de graça. Tem uma versão Pro, que custa Us$ 29, com alguns efeitos e recursos a mais, mas a versão grátis já é bem divertida. No momento só existe o programa para Windows mas, a empresa Bump Technologies Inc., promete expansão para outros OS.


Veja a demonstração do programa em video.

Telefone Celular em Braille

DESIGN

Ainda é apenas um conceito - mas que pode se tornar realidade em breve - este telefone Celular em braille acaba de vencer o Red Dot Awards 2009. Além dos números, tem tela capaz de gerar as informaçoes em braile e teclado para permitir a troca de mensagens de texto. Noticia no LikeCool.











Exposição na Panamericana exibe tendências da publicidade mundial

O que pensam os jovens publicitários mais talentosos do planeta, considerados os profissionais que vão ditar as tendências da publicidade nas próximas gerações? Para responder a essa pergunta, a Panamericana Escola de Arte e Design sediará a exposição “Art Directors Club Young Guns”.

A mostra gratuita, que fica em cartaz entre 19 de agosto e 22 de setembro, na unidade Groenlândia (R. Groenlândia, 77), reúne 50 trabalhos de 13 países, premiados pela Art Directors Club, uma das instituições mais prestigiadas do setor, fundada nos Estados Unidos. 

A exposição, promovida no Brasil com exclusividade pela Panamericana e o jornal Folha de S. Paulo, apresentará campanhas campeãs nos quesitos Publicidade, Design Gráfico, Fotografia, Ilustração, Mídias Interativas, TV/ Cinema, Design de Objeto, Design Interativo, Direção de Arte e Design Sustentável.

A publicidade brasileira é representada por um único brasileiro: Marcos Kotlhar, diretor de arte da AlmapBBDO. É a primeira vez que um profissional do Brasil está entre os ganhadores da competição.

Fonte: http://www.adnews.com.br/

Sequência de uma vida. Stop Motion.

DESIGN

Confiram esse sensacional comercial da OLYMPUS, retratando toda uma vida. Foram usadas 60.000 fotos na sequência !



Metallo vem para Smallville na 9ª Temporada

CINEMA, DVD E TV

Segundo o TV Guide, Brian Austin Green (de Terminator: The Sarah Connor Chronicles) interpretará Metallo no seriado Smallville.

Green participará dos dois primeiros episódios da
nona temporada de Smallville (que estreará no próximo dia 25 de setembro), como John Corben, o ciborgue com coração de kryptonita mais conhecido como Metallo.


Metallo, um vilão clássico do Superman, surgiu em
Action Comics # 252, em 1959, numa história de Robert Bernstein e Al Plastino. Coincidentemente, também foi nessa edição que surgiu a Supergirl.

Smallville conta a adolescência de Clark Kent, suas descobertas sobre suas origens, seus primeiros encontros com seus futuros inimigos e aliados e o desenvolvimento de seus poderes, tudo parte do caminho que o transformará no herói Superman. A série é exibida no Brasil pelo Warner Channel e pelo SBT.



fonte: http://www.universohq.com/




Quase metade dos posts do twitter são 'bobagens'

COMPORTAMENTO
Twitter: Pesquisas trimestrais.

Um estudo sobre o uso do Twitter revelou que 40,5% das mensagens trocadas pelo seviço são "bobagem sem sentido". São atualizações sem valor informativo, como estou comendo um sanduiche agora". O levantamento, realizado por uma empresa de pesquisa americana, concluiu quw apenas 8,7% das mensagens enviadas poderiam ser consideradas de "algum valor".

Ao todo, a empresa analisou os 2 mil posts por duas semanas e os classificou em seis categorias: notícias, spam, autopromoção, bobagens sem sentido, bate-papo e as que tinham algum valor. Além de enviar as ditas "bobagens", usuários usam o serviço também para bater papo em tempo real (37,5%). O estudo será repetido a cada trimestre.

fonte: Jornal Destaque. Edição 750 - Ano 4

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Evite vírus no pendrive

CURIOSIDADES

Muitos de vocês já devem ter tido problemas com um vírus no pendrive que altera as opções do menú de contexto (clique direito do mouse) do seu pendrive impedindo o acesso às opções de "Abrir", "Executar" etc.

Esta é a ação um vírus que cria no seu pendrive um arquivo chamado "autorun.inf". Este tipo de arquivo serve para executar ações ou programas assim que se pluga o pendrive na USB e o sistema começa a ler. Pode-se até executar um vírus através desse arquivo. O pior é que o usuário não vê o vírus, pois o windows considera um arquivo de sistema e fica oculto.

A única forma de visualizá-lo é configurando o windows para exibir arquivos ocultos e do sistema. Assim é possível deletá-lo. Aí é só ejetar e re-plugar o pendrive que o menú ou outras alterações causadas pelo vírus estarão normais outra vez.

Felizmente, é possível evitar pegar esse vírus de uma forma muito simples. Basta criar em seu pendrive uma pasta com o nome "autorun.inf" (sem aspas) e deixar lá. Se preferir, ocultá-la para não incomodar.

Por que funciona?
Simples: O Windows não pode sobrescrever uma pasta com um arquivo de mesmo nome, impedindo que o arquivo "autorun.inf" substitua sua pasta e infecte o pendrive!

Mas só isso não basta 100%!!
Algumas vezes o arquivo em questão vem junto com outros ".exe" ou ".bat" (executáveis) que podem servir para coisas como formatação, alteração do registro, copiar suas pastas para acabar o espaço no pendrive etc. Sem o "autorun.inf" eles não são executados. Ótimo!! Mas ainda ficam no pendrive. Então, de vez em quando, dê uma olhada nos arquivos ocultos e de sistema em seu pendrive. Se houver algum que não foi você mesmo que criou, DELETE!! Mas, cuidado, pois às vezes o efeito do vírus é ocultar suas pastas e deixar visível vírus com os mesmos nomes e ícones delas.

Assim, se houverem pastas ocultas, sempre verifique se não são as suas pastas originais.


É ISSO!